Segunda - Sexta - 08:00–17:30 Rua Padre Antônio de Sá, 116 São Paulo - SP - CEP 03066-010

Origem do Nome de A.A.

Porque Alcoólicos Anônimos ?

 

 

O nome Alcoólicos Anônimos foi criado em 1938 pelo jornalista novayorquino Joe W., da revista New Yorker, para compor o título do livro que estava sendo escrito – o Big Book ou Livro Azul, e que iria conter o texto básico da Irmandade e do qual ele foi um dos redatores.

Enquanto os seguidores do movimento em Akron haviam-se acomodado facilmente no Grupo de Oxford nessa cidade com a denominação “Esquadrão Alcoólico do Grupo de Oxford”, os de Nova York não tiveram boa aceitação naquele Grupo e, convidados por Billy D. - assistente de Sam Shoemaker, reitor da Igreja do Calvário onde o Grupo de Oxford se reunia - a aceitar seus procedimentos ou sair, dele se desligaram em janeiro de 1938, quando passaram a se reunir, primeiro na Cafeteria Stewart, nas proximidades da Igreja Episcopal do Calvário, 237 Park Avenue South na Rua 21, no Parque Gramercy, Nova York, onde funcionava o Grupo de Oxford, e depois na casa de Bill W., na Rua Clinton, 182, no Brooklin onde já vinham acontecendo reuniões habitualmente desde os primeiros meses de 1935; os membros do movimento nesta cidade, sem nome e sem qualquer referência, passaram a tratar a si próprios como “um punhado de alcoólicos (pela condição assumida de portadores da doença do alcoolismo) sem nome”, sugerindo, assim, alcoólicos anônimos.

A expressão foi ganhando corpo e o nome Alcoólicos Anônimos apareceu documentado pela primeira vez numa carta escrita por Bill W., datada em 15 de Julho de 1938, dirigida ao Custódio da Fundação do Alcoólico, Willard Richardson (Tio Dick). Em outra carta dirigida ao Dr. Richards da Universidade Johns Hopkins, com data de 18 de julho, Bill W., volta a utilizar a expressão “Alcoólicos Anônimos” ao se referir ao título do livro que está sendo escrito e como nome para o movimento.

O nome aparece oficialmente consagrado com a publicação do livro em 10 de abril de 1939, com esse título e a referência ao nome da Irmandade na sua Introdução “Nós de Alcoólicos Anônimos, somos mais de cem homens e mulheres que nos recuperamos...”.

Um mês depois da publicação do livro, em 11 de maio de 1939, foi fundado em Cleveland o terceiro Grupo do movimento e primeiro Grupo a adotar o nome Alcoólicos Anônimos, por Clarence S., frequentador do “esquadrão alcoólico” do Grupo de Oxford de Akron, que passou a se reunir na casa de Abby G.

Em 14 de maio de 1939, um domingo à tarde, realizou-se na casa de Hank P. e Kathleen em Montclair, NJ, a primeira reunião o Grupo New Jersey de Alcoólicos Anônimos.

 

=> A primeira edição: Para se certificar que o livro seria bem aceito pela opinião pública e não entraria em conflito com a medicina e a religião, antes de sua impressão, foram feitas quatrocentas copias mimeografadas e enviadas a profissionais das mais diversas áreas e leigos interessados no problema do alcoolismo, com o pedido de devolvê-las acompanhadas de comentários ou sugestões.
A seguir foram impressos os primeiros 4.730 exemplares com a ordem para fazer a impressão com o papel mais grosso e as letras em tamanho maior que o normal para dar um ar de autoridade intelectual e justificar o preço (muito elevado naquela época), que foi de 3,5 dólares o exemplar. Assim, a edição original tornou-se tão volumosa que imediatamente ficou conhecida como Big Book (Livro Grande). O livro foi encadernado em uma capa de tecido vermelho escuro com as simples palavras “Alcoholics Anonymous” impressas em cursivo dourado. A sobrecapa, com os seus familiares vermelho, preto, amarelo e branco, foi desenhada por um artista de nossos membros, Ray Campbell, cuja história, contada nesse livro, chama-se “O Artista Conceitual”.

 

  • 1ª Impressão da 1ª Edição, com e sem sobrecapa, e a 2ª reimpressão da 1ª Edição, já na cor azul que viria ser tradicional.
  • A primeira edição em abril de 1939, teve 16 reimpressões e foram distribuídas 300.000 cópias; a segunda edição foi publicada em julho de 1955; a terceira edição, em 1976. A quarta edição saiu em fevereiro de 2001.

A evolução das vendas do Big Book (nos EUA/Canadá):

  • O exemplar nº 1.000.000 foi presenteado pelo Dr. Jack L. Norris, Presidente da Junta de Serviços Gerais, ao Presidente dos EUA, Richard Nixon (1913-1994), no dia 16 de abril de 1973.
  • O exemplar de nº 5.000.000 foi presenteado a Ruth Hock Crecelius (1911-1986), primeira secretária (não alcoólica) da Irmandade, por ocasião 50º aniversário de A.A. e da 8ª Convenção Internacional de Montreal, Canadá, em julho de 1985.
  • O exemplar de nº 10.000.000 foi presenteado a Nell Wing (1917-2007), secretária e primeira arquivista (não alcoólica) da Irmandade, por ocasião 55º aniversário de A.A. e da 8ª Convenção Internacional de Seattle, Washington, em julho de 1990.
  • O exemplar de nº 20.000.000 foi presenteado a Al-Anon, por ocasião 65º aniversário de A.A. e da 11ª Convenção Internacional de Minneapolis, Minnesota, em julho de 2000.
  • O exemplar de nº 30.000.000 foi presenteado à Associação Médica Americana - AMA, por ocasião 75º aniversário de A.A. e da 13ª Convenção Internacional de San Antonio, Texas, em julho de 2010.
  • Conforme consta no Registro de Direitos Autorais em Washington DC, EUA, a primeira edição do livro “Alcoholics Anonymous” saiu em 10 de abril de 1939 e seu autor e detentor dos direitos é “Wm. G. Wilson”, a editora, a “Work Publishing Co.” e o endereço, “17 William St., Newark, New Jersey”. O registro foi feito no dia 19 de abril de 1939 sob o número 25687, e a taxa de registro foi de $2,00 (dois dólares).