acessibilidade texto


. . .

Português Português

Amigo Anônimo

aanonimoui

O Que É Uma Convenção para Você?

Box 4-5-9, Ago. Set. / 1986 (pág. 12) =>http://www.aa.org/newsletters/es_ES/sp_box459_aug-sept86.pdf
Título original: “¿Que es una Convención de A.A. para Usted?”
 
H.O.E., de Guatemala, compartilha conosco o seguinte:
 
Se você assistiu algumas das Convenções realizadas no nosso país, irá concordar comigo em que as Convenções são eventos onde se reúnem a maior quantidade de membros de A.A. Mas, porque se reúnem tantos AAs neste tipo de evento? Quando me convidaram pela primeira vez, aceitei apenas por educação; não tinha o menor entusiasmo. Atualmente, para mim, as Convenções, tal como as conhecemos em A.A., são grandes reuniões que se realizam com o objetivo de compartilhar num ambiente criado precisamente com a intenção de gozar todos juntos da alegria de viver em sobriedade. Em mais de um sentido, as Convenções são algo assim como uma festa gigantesca de aniversário, uma vez que outro propósito que nos une na Convenção é o de agradecer nosso Poder superior por nos ter permitido permanecer unidos, praticando a recuperação e nos prestando serviço mutuamente durante mais um período.
 
Nas Convenções a ideia central é a convivência. Sendo A.A. uma Irmandade, nestes eventos temos a oportunidade de conhecer um incrível número de companheiros que têm a mesma doença e praticam o mesmo programa, ou de cumprimentar aos que já são nossos velhos conhecidos, com quem compartilhamos Convenções ou atividades passadas. A amizade e o amor ao estilo de A.A. se tornam comuns e mútuos com mais intensidade que nunca.
 
Desta maneira, as Convenções distinguem-se de outros eventos de A.A. em que, no seu transcurso não são feitos acordos nem se tiram conclusões de espécie alguma. Nos trabalhos da Convenção não se apresentam propostas para serem discutidas acaloradamente, mas trata-se apenas de expor pontos de vista a respeito dos diferentes aspectos do nosso programa de vida com o único intuito de compartilhar, sem a pretensão de impor alguma coisa. Assim, fica fácil compreender porque as Convenções são os eventos favoritos da maioria dos AAs, ao extremo de, como todos sabemos, a participação nelas sempre constitui a concentração mais numerosa de AAs em qualquer país que A.A. esteja presente.
 
São muitas e variadas as opiniões dos AAs a respeito das Convenções, mas quase todas coincidem em que se trata de algo que atrai irresistivelmente o interesse geral, como opina um companheiro que participa destes eventos:
 
“Não existem palavras para definir o que se sente numa Convenção; é uma mistura de sentimentos juntos. Lembro que na abertura de uma Convenção estava no cume da felicidade e entretanto, tinha os olhos humedecidos pelas lágrimas. No encerramento, tremia de emoção sem saber porque, pois nunca até então me tinha sentido tão fortalecido espiritualmente. Outro sentimento duplo e controvertido aconteceu-me quando numa sessão tive vontade de gritar e ao mesmo tempo guardar o mais respeitoso silêncio, ao ouvir as palavras que estavam chegando ao mais profundo do meu ser. O primeiro dia da Convenção, ao ler os temas que iriam ser desenvolvidos, pareceu-me algo que não iria acabar, mas conforme transcorria o tempo, não desejava que o evento terminasse. Estas e outras vivências, são para mim uma coisa inesquecível; por nada do mundo penso em perder a próxima Convenção”.